Mulheres do PDT entregam plano de governo a Odilon

As pedetistas aproveitaram a Convenção Estadual das Mulheres, realizada na manhã desse sábado, 26, para entregar as diretrizes do plano de governo relativo às políticas públicas para as mulheres ao pré-candidato a governador juiz Odilon de Oliveira. Caso seja eleito, elas pedem mais respeito e sensibilidade por parte do futuro secretariado nas ações destinadas as mulheres.

Ao entregar o plano ao juiz Odilon, em ato realizado no auditório da Anoreg, em Campo Grande, a secretária de movimento sociais do Diretório Estadual do PDT, Kelly Cristina da Costa, comentou que a participação da mulher na política é muito mais difícil, considerando que elas têm o terceiro turno de trabalho em casa. Muitas ainda têm de cuidar dos filhos pequenos.

Segundo ela, o plano de governo, que foi elaborado por um grupo de professores da UEMS e acompanhado pelo secretário executivo da FAPEC, Herbert Assunção, deve ser debatido nos próximos meses com a sociedade. “As diretrizes apontadas no plano foram elaboradas com muito cuidado e sensibilidade por estarmos tratando de políticas para as mulheres. Por isso, peço mais carinho do senhor em relação ao nosso plano”, disse ao passar o documento às mãos do juiz Odilon.

“Esse plano é o caminho da vida, pois as mulheres iluminam o caminho da vida”, declarou o pré-candidato a governador pelo PDT ao receber o plano. Odilon de Oliveira também fez menção a personagem bíblica Ester, que mesmo ao seu tempo lutou e se posicionou diante dos desafios apresentados. “As mulheres devem sempre se posicionar independente dos desafios”, ressaltou.

O juiz Odilon questionou a falta de uma melhor legislação para proteção materno infantil, de forma que a mulher possa ter mais liberdade para exercer maior participação nos cargos públicos. “As mulheres devem participar mais da vida política, por sua competência e sensibilidade”, defendeu.

Related posts

Deixe uma resposta