Odilon diz que liderança em pesquisa reflete indignação popular com a corrupção

Mais uma pesquisa de opinião mostra a liderança do pré-candidato do PDT, Juiz Odilon, na disputa pelo governo do estado. O levantamento foi feito pelo Instituto Vox Populi, a pedido da Federação das Indústrias de Mato Grosso do SUL (FIEMS) –, revela que se as eleições fossem hoje, Odilon teria 30% dos votos, seguido do ex-governador André Puccinelli, com 23%, e o atual governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), com 9%.

Para o Juiz Odilon, o resultado demonstra a insatisfação da população com a situação a que chegou Mato Grosso do Sul e o Brasil. “O povo quer dar um basta nos desmandos e na corrupção, que levaram a esse quadro caótico na saúde, na economia, na segurança pública e na educação. Está cada vez mais consolidada a ideia de que os próximos governantes têm que ter um passado honrado, sem nenhuma mancha na biografia. Por onde eu ando, seja em Campo Grande ou no interior do estado, as pessoas me abordam com palavras de incentivo para que eu continue na luta em defesa de uma administração ética, transparente e eficaz, com o combate incessante à corrupção, que joga o dinheiro dos impostos no ralo”, avalia o pré-candidato do PDT.

A pesquisa foi realizada entre os dias 17 e 21 de março, com 500 eleitores em 31 bairros de Campo Grande, e divulgada no final da tarde desta segunda-feira (26), traz também os nomes do ex-prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PTB), que recebeu 7% das intenções de voto, seguido do médico Ricardo Ayache (PSB), com 2%, o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM), Humberto Amaducci (PT) e Suel Ferranti (PSTU) empatados com 1%. O pré-candidato Adalto Garcia (PRTB) não conseguiu nenhum ponto. Brancos e nulos somam 11% e indecisos totalizam 13%. O levantamento foi registrado na Justiça Eleitoral sob o nº BR 09120/2018. A margem de erro é de 4,4 pontos percentuais para mais ou para menos e o grau de confiança de 95%.

Aceitação e rejeição

A pesquisa Fiems/Vox Populi pediu aos consultados que avaliassem os nomes dos políticos que se colocam como pré-candidatos ao governo. O Juiz Odilon é visto de forma positiva por 71% dos entrevistados. O ex-governador André Puccinelli tem 33 % de aprovação e Reinaldo Azambuja 24%. Apenas 5 % dos eleitores fazem uma avaliação negativa de Odilon. Nesse quesito, André Puccinelli tem 29 % e Reinaldo Azambuja 26 %.
A pesquisa também consultou os entrevistados sobre a satisfação em morar em Mato Grosso do Sul: 7% disseram estar muito satisfeitos, 65% satisfeitos, 21% insatisfeitos e 5% muito insatisfeitos, sendo que 2% não sabem ou não quiseram responder.

 

A respeito dos principais problemas do estado, a maioria, ou 34% dos entrevistados, apontou a saúde, enquanto em segundo aparece a segurança pública, com 18%, o desemprego, com 14%, a educação, com 12%, a corrupção, com 6%, a manutenção das vias públicas, com 3%, a habitação, com 2%, a má administração do dinheiro público, com 2%, o desenvolvimento econômico, com 2%, as estradas, com 2%, e o saneamento básico com 1%, sendo que outros problemas somam 4%.

Related posts

Deixe uma resposta